Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
260,00 266,00 249,00
GO MT RJ
246,00 248,00 279,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2400,00
Garrote 18m 2770,00
Boi Magro 30m 3290,00
Bezerra 12m 2100,00
Novilha 18m 2540,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 22/10/2021 09:23

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Aftosa: dez estados deixarão de vacinar em 2023

 
 
 
Publicado em 24/09/2021

Em uma decisão unânime, o bloco IV, composto por 10 estados (BA, SE, RJ, SP, MG, GO, MT, TO, MS, ES e DF) e o Distrito Federal, optou por imunizar seus rebanhos contra a febre aftosa até 31 de dezembro de 2022. A postura de seguir conjuntamente e adotar a descontinuidade da vacina a partir de 2023 foi anunciada na última quarta-feira, 22, durante reunião virtual da Comissão de Coordenadores dos Grupos Estaduais (CCGE), conduzida pelo presidente do bloco, Humberto Miranda, que também preside o Sistema Faeb/Senar. A decisão conjunta será encaminhada para apreciação do Ministério da Agricultura (Mapa) e, se aprovada, será estabelecida em todos os estados que integram essa divisa sanitária.

Este foi o quarto encontro do grupo para debater o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), promovido pelo Mapa e que reúne instituições públicas e privadas ligadas ao setor agropecuário. Os estados que compõem esse bloco já são considerados zona livre de febre aftosa com vacinação e agora pleiteiam o status de zona livre sem o uso do imunizante. Para tanto, eles precisam cumprir rigorosos critérios técnicos e sanitários estabelecidos pelo Mapa.

No encontro, cada estado apresentou os resultados alcançados. A Bahia já executou, dentro do prazo, 84,09% das ações previstas para o período de 2017 a 2026, mas segue na busca de soluções para os gargalos.

“Chegamos ao consenso de que seria mais fácil enfrentar as dificuldades se administrarmos conjuntamente do que se adotarmos medidas individuais e isoladas. Por isso, seguiremos em bloco, com aplicação da última vacina em novembro de 2022, para iniciarmos 2023 com um plano sanitário seguro, o que passa pela união de educação sanitária e comunicação; pelo controle de trânsito de animais; reforço nas barreiras sanitárias; e investimento em recursos humanos, com a formação de um corpo técnico qualificado para atuar na fiscalização. Só assim a vacina será extinguida, proporcionando segurança aos pecuaristas e a toda população, de forma a desonerar os custos do criador e do consumidor”, avaliou Miranda, certo de que precisa avançar no Plano de Trabalho. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/10/2021] - Frigoríficos têm a maior margem de lucro em 2 anos
[22/10/2021] - China promete solução rápida para o embargo
[22/10/2021] - Confinadores amargam prejuízos
[22/10/2021] - Arroba: referência fica abaixo de R$ 270
[22/10/2021] - Consórcio de máquinas agrícolas cresceu 20%
[22/10/2021] - Dólar dispara com incerteza nas contas públicas
[21/10/2021] - Embargo chinês: o tiro que pode sair pela culatra

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[21/10/2021] - FAESP cobra ações do MAPA contra embargo chinês
[21/10/2021] - Arroba: frigoríficos dizem ter bois suficientes
[21/10/2021] - CEPEA: preço do boi caiu mais que a carne
[21/10/2021] - Leite: preço no Brasil está maior que no exterior
[21/10/2021] - Marfrig será maior acionista da BRF
[20/10/2021] - Embargo chinês é estratégia comercial
[20/10/2021] - Frigoríficos devem parar produção para a China
[20/10/2021] - Queda do boi não chega ao preço da carne
[20/10/2021] - Arroba: pressão de baixa continua em SP
[20/10/2021] - CVM nega acordo na venda da Bertin à JBS
[20/10/2021] - Queda do boi já reflete na inflação do Agro
[19/10/2021] - Tereza pode ir à China para resolver embargo
[19/10/2021] - Exportação: volume exportado caiu, mas preço subiu
[19/10/2021] - Arroba: frigoríficos voltam a pressionar
[19/10/2021] - IMEA: queda da arroba foi maior que a expectativa
[19/10/2021] - IGP-M volta a registrar deflação
[19/10/2021] - Agro pode ganhar força com mais ferrovias
[18/10/2021] - Exportações do Agro bateram US$ 10 bi em setembro
[18/10/2021] - Arroba: preços pararam de cair
[18/10/2021] - China: produção de carne suína é a maior em 3 anos
[18/10/2021] - Leite: produtor tenta reduzir custos
[18/10/2021] - Milho: preços em queda
[18/10/2021] - Milho: custo de produção sobe em Mato Grosso
[15/10/2021] - Arroba: frigoríficos continuam derrubando o boi
[15/10/2021] - Ataques a entidades do Agro causam indignação
[15/10/2021] - Deputado da FPA pede investigação de vandalismo
[15/10/2021] - Atividade econômica perdeu força em agosto
[15/10/2021] - JBS faz novo investimento nos Estados Unidos
[15/10/2021] - Alemanha tem caso atípico de vaca louca
[14/10/2021] - China terá carne barata quando mercado reabrir?
[14/10/2021] - Militantes vandalizam sede de entidades do Agro
[14/10/2021] - Arroba: boi caiu, mas a carne ainda não
[14/10/2021] - CEPEA: pecuaristas não aceitam preços menores
[14/10/2021] - PIB da Pecuária: alta de 6,1% em 2021
[13/10/2021] - Como estão as exportações em outubro?
[13/10/2021] - Arroba: frigoríficos continuam segurando compras
[13/10/2021] - China derrubou importações de carne
[13/10/2021] - Milho: compradores saíram do mercado
[13/10/2021] - Proibição da exportação de gado avança
[08/10/2021] - China deve aumentar (muito) importações do Brasil
[08/10/2021] - Arroba: frigoríficos travam as compras
[08/10/2021] - Produção de leite de Mato Grosso caiu
[08/10/2021] - Bolsonaro: falta de adubo é preocupante
[07/10/2021] - Abrafrigo: EUA dobraram importações do Brasil
[07/10/2021] - Arroba: reabertura chinesa pode ocorrer amanhã
[07/10/2021] - Arroba: frigoríficos estão atrás de boi barato
[07/10/2021] - CEPEA: referência está quase 5% menor
[07/10/2021] - Leite: preço ao produtor volta a subir em setembro
[07/10/2021] - Lácteos sobem pelo sexto mês consecutivo
[07/10/2021] - RS já registrou focos de raiva em 25 municípios

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br