Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
295,00 285,00 291,00
GO MT RJ
280,00 277,00 295,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2500,00
Garrote 18m 2850,00
Boi Magro 30m 3510,00
Bezerra 12m 2190,00
Novilha 18m 2620,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 28/9/2021 11:37

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Leite: dá para acreditar em melhora do lucro?

 
 
 
Publicado em 16/07/2021

O custo do alimento concentrado para rebanhos leiteiros tem apresentado forte elevação internacional. A mistura concentrada (milho mais farelo de soja na relação de 70% e 30%) chegou a US$ 0,34 por kg em maio, uma elevação de 51,4% em relação a média de 2018-2020. Considerando que milho e soja são commodities, cotados em dólar, a cotação atual da moeda americana no Brasil não alivia o problema. O dólar chegou a ficar abaixo dos R$ 5,00 em junho, abrindo uma janela interessante para compra, mas retornou ao patamar anterior, encarecendo novamente os insumos. Dados do ICPLeite (Índice de Custo de Produção de Leite da Embrapa) apontam que, em junho, a compra e produção de volumosos apresentou uma variação de 7% e a alimentação concentrada, 3,85%. Alimentar o rebanho está mais caro nesta entressafra.

Durante a reunião mensal de conjuntura do Centro de Inteligência do Leite, da Embrapa, pesquisadores e analistas da instituição se viram diante da pergunta: “quando os preços que integram os custos de produção irão começar a cair?” A conjunção de commodities agrícolas em alta com desvalorização do Real não tornam fácil esta resposta. O ICPLeite contabilizou uma alta de 39% nos últimos 12 meses finalizados em junho. O concentrado subiu 68%. “Para agravar a situação, a falta de chuva no Centro-Sul do país comprometeu a produção do milho safrinha”, diz o pesquisador da Embrapa, Glauco Carvalho. Ele demonstra preocupação com a alta significativa e diz não ver perspectivas de os custos de produção começarem a cair. “Além do atraso no plantio da safra de grãos e das poucas chuvas, mais recentemente, geadas em importantes regiões produtoras de milho safrinha afetaram a oferta”.

A alta nos custos, além de pressionar as margens de lucro do produtor, prejudicando a produção de leite, encarece os preços dos produtos lácteos, que naturalmente na entressafra apresentam cotações mais elevadas. No mercado atacadista, o leite UHT (de caixinha) estava sendo vendido na primeira quinzena de junho a R$ 3,55. O queijo muçarela chegou a ser cotado a R$ 27,81. “Após os preços registrarem alta no atacado, o mercado perdeu força nos últimos dias, mas ainda há uma sustentação em função da entressafra, que termina em agosto/setembro”, diz o pesquisador. De todo modo o cenário é de cautela, devido às incertezas sobre a demanda e o aperto nas margens do produtor e indústria.

Quanto ao produtor, o analista Denis Rocha diz que as margens lucro continuam apertadas, mas houve uma melhoria no último mês. Em junho, o produtor recebeu R$ 2,20 pelo litro de leite, com registro de altas consecutivas desde abril. “Essa tendência de alta é explicada pela menor disponibilidade do produto no mercado atacadista, devido à entressafra, o alto custo de produção e a menor entrada de leite via importações”, explica Rocha. Em relação a 2020, o analista lembra, no entanto, que nesse período do ano passado, o governo pagava um valor maior de auxílio emergencial, devido à pandemia, o que acabou elevando o consumo e aumentando o preço dos produtos, garantindo uma melhor margem de lucro para o setor produtivo naquele momento. O momento atual, segundo Rocha, é mais complexo devido às altas taxas de desemprego, embora o mercado de trabalho siga em recuperação devido ao arrefecimento da pandemia.

Carvalho vê com otimismo o cenário macroeconômico do pais: “Os investimentos no PIB do primeiro trimestre vieram bons e o consumo das famílias está em recuperação”. O pesquisador ainda afirma que apesar do fraco desempenho no mercado de trabalho, os indicadores de rendimento tendem a ser melhores neste segundo semestre, causando um impacto positivo no setor. A pesquisadora Kennya Siqueira constata que o comercio, de modo geral, apresentou uma melhora, com o consumo domiciliar voltando aos níveis pré-pandemia. “Ainda há um consumo reprimido muito grande, que o comércio vem absorvendo aos poucos. Ela ainda acredita que a volta do movimento nos restaurantes poderá contribuir para a elevação do consumo de lácteos. Com informações do Notícias Agrícolas.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[28/09/2021] - China recusa reunião com o MAPA sobre o embargo
[28/09/2021] - Arroba: semana começou devagar
[28/09/2021] - Arroba: frigoríficos menores estão pagando mais
[28/09/2021] - Marfrig anuncia fechamento definitivo de unidade
[28/09/2021] - Marfrig e BRF virarão uma só empresa?
[28/09/2021] - Milho interrompe queda em SP
[28/09/2021] - China pode bloquear exportação de fertilizantes
[28/09/2021] - Confiança da indústria caiu em setembro
[28/09/2021] - Prazo para entrega do ITR termina dia 30/09

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[27/09/2021] - Frigoríficos tentam forçar baixa, sem sucesso
[27/09/2021] - Arroba: em SP, estabilidade
[27/09/2021] - Arroba: preços travados mesmo sem a China
[27/09/2021] - CEPEA: compradores de milho recuaram
[27/09/2021] - Milho: preços recuaram na semana passada
[24/09/2021] - Chineses pode estar usando embargo para pechinchar
[24/09/2021] - Arroba: poucas negociações no mercado
[24/09/2021] - CADE aprova compra de ações da BRF pela Marfrig
[24/09/2021] - Expansão da JBS causa preocupação na Austrália
[24/09/2021] - Leite: alta de custos não dá trégua
[24/09/2021] - Governo de SP isenta gado PO de ICMS
[24/09/2021] - Reino Unido quer acordo de importação com o Brasil
[24/09/2021] - Tereza Cristina está com Covid-19
[24/09/2021] - Governo reabre prazo de parcelamento para Funrural
[24/09/2021] - Aftosa: dez estados deixarão de vacinar em 2023
[23/09/2021] - Frigoríficos vão exportar carne para outros países
[23/09/2021] - Embargo chinês continua sem justificativa técnica
[23/09/2021] - Arroba: mercado lento, mas estável
[23/09/2021] - CEPEA: indicador do boi caiu 4,5%
[23/09/2021] - Milho: como estão os preços no mercado futuro?
[23/09/2021] - Bolsonaro zera PIS/COFINS sobre o milho
[23/09/2021] - Quando volta a chover no Centro-Oeste?
[22/09/2021] - Arroba: frigoríficos travam abates
[22/09/2021] - Arroba: boi segue com preços estáveis em SP
[22/09/2021] - Milho: impasse continua no mercado
[22/09/2021] - Leite sobe mas custos ainda pressionam produtor
[22/09/2021] - Brasil pode expandir pecuária sem desmatar
[21/09/2021] - Exportações do Agro batem US$ 10 bi em agosto
[21/09/2021] - Como realmente estão as exportações de carne?
[21/09/2021] - Arroba: mercado devagar, mas cotações estão firmes
[21/09/2021] - Em Mato Grosso, pecuaristas aguardam desfecho
[21/09/2021] - Como estão as negociações de boi em Goiás?
[20/09/2021] - Reino Unido confirma vaca louca e não sofre sanção
[20/09/2021] - Arroba: boi já parou de cair
[20/09/2021] - Arroba: situação complicada para o pecuarista
[20/09/2021] - Mercado espera definição da China, talvez hoje
[20/09/2021] - Milho: mercado travado
[20/09/2021] - Polícia recupera 336 bois furtados em SP
[17/09/2021] - O que os frigoríficos pretendem fazer agora?
[17/09/2021] - Rússia restringe compras de MG e MT
[17/09/2021] - Arroba: frigoríficos derrubam as cotações em SP
[17/09/2021] - Carne estocada pode ir para o mercado interno
[17/09/2021] - Empregos: Agro já recuperou o nível pré-pandemia
[17/09/2021] - Agro será o setor mais beneficiado com o 5G
[16/09/2021] - Arábia Saudita retira embargo ao Brasil
[16/09/2021] - CEPEA: embargo chinês deve ser revertido logo
[16/09/2021] - Boi caiu, mas preço da carne continua o mesmo
[16/09/2021] - Arroba: incerteza ainda trava negociações
[16/09/2021] - Pedido de vistas interrompe julgamento no STF
[16/09/2021] - MST abraça capitalismo e capta dinheiro no mercado

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br