Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
291,00 269,00 290,00
GO MT RJ
286,00 277,00 269,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2290,00
Garrote 18m 2730,00
Boi Magro 30m 3510,00
Bezerra 12m 2060,00
Novilha 18m 2530,00
Vaca Boiadeira 2740,00

Atualizado em: 22/1/2021 09:52

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Queda do PIB do Agro no trimestre não é relevante

 
 
 
Publicado em 03/12/2020

A agropecuária, que registrou queda de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre, apresentou também taxas interanuais positivas, e a expectativa é de crescimento da atividade neste ano, como ocorreu no ano passado e em 2018.

Segundo a coordenadora de Contas Nacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Rebeca Palis, entre as três grandes atividades da economia brasileira, a agropecuária é a menos prejudicada pela pandemia de covid-19.

Para o resultado do ano, espera-se crescimento de 7,1% da soja, principal lavoura do país. O que ocorreu no terceiro trimestre é que o desempenho da agropecuária foi influenciado pela safra do produto, que é concentrada no primeiro e segundo trimestres do ano.

Se for considerada a taxa interanual, a agropecuária cresceu mais no primeiro e segundo trimestres do ano do que cresceu agora.

“Esse 0,5% de queda, que também não é muito entre o terceiro e o segundo, e se explica pela saída da safra da soja, que fez com que a agropecuária caísse um pouquinho no terceiro em relação ao segundo, mas, no acumulado do ano, é a única das três atividades econômicas [agropecuária, indústria e serviços], que tem crescimento neste ano em relação ao ano passado”, observou Rebeca.
Recuperação

De acordo com Rebeca, no resultado geral, o crescimento de 7,7% do PIB no terceiro trimestre não cobriu as perdas provocadas pela pandemia no segundo trimestre deste ano, por causa do desempenho dos serviços, que, apesar de terem avançado 6,3% de julho a setembro, ainda não tiveram recomposição do impacto da pandemia.

A economista lembrou que a atividade agropecuária colabora com três quartos da economia brasileira e destacou que, mesmo que tenham acabado as restrições em quase todo o país, nem a oferta, nem a procura voltaram aos patamares pré-pandemia, porque as pessoas continuam receosas.

Como serviços têm peso e impacto muito grandes nos gastos e no consumo das famílias, “a gente e vai ver tudo encadeado na economia”, disse Rebeca.

De acordo com a economista, esse movimento provocou impacto também no aumento da poupança, porque as pessoas com mais renda estão conseguindo poupar mais. As de renda mais baixa estão no grupo que foi o principal beneficiado pelo auxílio direto do governo às famílias.

“O consumo delas não é tanto de serviços, mas, nas de renda mais alta, é bastante de serviço. Como nesses serviços, a oferta e a demanda caíram bastante no período e não voltaram aos patamares anteriores, isso afetou também poupança. Dá para ver o efeito encadeado na economia. Este é um dos motivos pelos quais ainda não voltamos ao patamar pré-pandemia, principalmente, pelos serviços, até pelo peso relevante, que tem na economia brasileira”, completou.

Rebeca Palis ressaltou que, além de não recuperar o patamar do fim de 2019, quando estava em crescimento, mesmo com o avanço de 7,7% no terceiro trimestre, o desempenho da economia brasileira ainda está 4,1% abaixo do registrado no mesmo trimestre do ano passado.

“Em relação à série histórica, estamos no mesmo patamar de 2017, ou então, olhando para o patamar antes da crise de 2015 e 2016, ainda estamos em 2010. No patamar de 2012, a gente estava antes de começar a pandemia.”

Um dos destaques positivos do último trimestre foi o crescimento de 14,8% da indústria, especialmente a de transformação, que recuperou o patamar do primeiro trimestre. Indústria e comércio foram as duas atividades que votaram ao patamar dos primeiros três meses deste ano.

“Aí influenciadas pela indústria de alimentos e bebidas, e também a farmacêutica, que influenciou positivamente nos dois casos. No terceiro trimestre, houve recuperação também na parte de bens duráveis, eletrodomésticose móveis, tanto na produção como no comércio.

Por outro lado, as atividades econômicas mais afetadas pela pandemia também cresceram de julho a setembro, mas não voltaram ao nível pré-pandemia o que é até totalmente explicado, porque são atividades de serviços e que requerem presença. Aí, a demanda caiu muito.

Mesmo com funcionamento permitido, existe uma queda natural pelas restrições em época da pandemia, em atividades como, por exemplo, o transporte de passageiros, de serviços, com foco nas famílias, como alojamento, alimentação, salão de beleza, cinema, academia e etc, disse Rebeca.
Setor externo

As exportações de bens e serviços caíram 2,1%, e as importações de bens e serviços recuaram 9,6% em relação ao segundo trimestre.

Segundo Rebeca Palis, um dos fatores é o câmbio.

“A importação cai devido à baixa atividade econômica e ao câmbio desvalorizado. Por outro lado, a exportação não cresceu devido aos problemas de parceiros comerciais. Além da queda na importação e exportação de serviços como viagens internacionais, que despencaram, assim como transporte aéreo de passageiros”, afirmou a economista, destacando que o setor externo está contribuindo positivamente para a economia brasileira, apesar da demanda interna.  Com informações da Agência Brasil.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/01/2021] - Arroba do boi volta a bater recorde de preço
[22/01/2021] - Pecuaristas atentos à manobra dos frigoríficos
[22/01/2021] - China tem foco de Covid em frigorífico
[22/01/2021] - Veja como as ONGs trabalham contra o Brasil
[22/01/2021] - PIB do Agro cresceu 16,81% até outubro de 2020
[22/01/2021] - Indonésia importará boi em pé e carne bovina
[22/01/2021] - JBS EUA vai pagar para funcionário tomar a vacina

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[21/01/2021] - JBS vai mesmo processar os irmãos Batista
[21/01/2021] - Arroba: boi já volta ao patamar de R$ 300
[21/01/2021] - CEPEA: arroba tem a maior alta da história
[21/01/2021] - China: peste suína volta a aparecer
[21/01/2021] - Leite: cooperativas sofrerão com alta do ICMS
[21/01/2021] - Bolsonaro é contra venda de terra a estrangeiro
[20/01/2021] - Arroba: frigoríficos começam a dar férias
[20/01/2021] - A disparada do boi em Mato Grosso do Sul
[20/01/2021] - China reabilita unidades da JBS
[20/01/2021] - Entidade descarta greve dos caminhoneiros
[20/01/2021] - Milho: alta de preço não tem fim
[19/01/2021] - Arroba começou a semana estável em SP
[19/01/2021] - Boi está em alta em Goiás
[19/01/2021] - Exportações perderam força na última semana
[19/01/2021] - Leite: preços devem ficar firmes, segundo o CEPEA
[19/01/2021] - ANTT publica tabela com fretes mais caros
[19/01/2021] - Atacado continua puxando índice de inflação
[19/01/2021] - Quadrilha simulava compra de gado em Goiás
[18/01/2021] - Governo de SP decide taxar leite pasteurizado
[18/01/2021] - Leite: aumento do ICMS pode fechar fazendas
[18/01/2021] - Arroba: movimento de alta continua
[18/01/2021] - Carne sobe no atacado
[18/01/2021] - Milho: preços em disparada preocupam
[18/01/2021] - China ainda tenta recuperar produção de carne
[18/01/2021] - JBS vai antecipar pagamento de dívida
[18/01/2021] - Polícia recupera gado roubado em MG
[15/01/2021] - Arroba: frigoríficos seguem oferecendo mais
[15/01/2021] - Greve dos caminhoneiros: se ocorrer será pontual
[15/01/2021] - IGP-10 recua com queda de preços ao consumidor
[15/01/2021] - Doria cumpre parcialmente acordo com produtores
[15/01/2021] - Marfrig emite dívida ao menor juro de sua história
[14/01/2021] - Arroba: frigoríficos voltaram a pagar R$ 290
[14/01/2021] - CEPEA: boi já recuperou queda de dezembro
[14/01/2021] - China importou quase 10 milhões de t de carne
[14/01/2021] - Leite subiu mas não melhorou situação do produtor
[14/01/2021] - Caminhoneiros ameaçam Bolsonaro
[14/01/2021] - Doria ainda não mandou publicar redução do ICMS
[14/01/2021] - Secretário promete que redução de ICMS vai sair
[14/01/2021] - Pagamento por serviços ambientais vira lei
[13/01/2021] - BNDES desiste de vender ações da JBS
[13/01/2021] - Safras: alta do boi é muito agressiva
[13/01/2021] - Arroba: frigoríficos pagam até R$ 11 a mais
[13/01/2021] - Analista prevê boi firme até março
[13/01/2021] - Milho: EUA esperam safra menor no Brasil
[12/01/2021] - Exportações de carne começaram o ano em forte alta
[12/01/2021] - Agro: exportações dispararam em janeiro
[12/01/2021] - Exportações do Agro passaram de US$ 100 bi
[12/01/2021] - Arroba: frigoríficos estão precisando de boi
[12/01/2021] - Arroba: boi dispara também em Goiás
[12/01/2021] - Pecuaristas de MT estão otimistas

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br