Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
266,00 254,00 269,00
GO MT RJ
261,00 255,00 267,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2380,00
Garrote 18m 2850,00
Boi Magro 30m 3460,00
Bezerra 12m 2100,00
Novilha 18m 2530,00
Vaca Boiadeira 2760,00

Atualizado em: 3/12/2020 16:59

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Consultor acredita que confinamento caiu 25%

 
 
 
Publicado em 23/10/2020

O diretor de Pecuária da consultoria StoneX, Caio Toledo, afastou a possibilidade de haver aumento no número de animais confinados no País este ano. Para ele, é esperado um tombo de pelo menos 25% em relação ao ano passado. Toledo disse "não acreditar" em alojamento de mais de 6 milhões de animais no cocho em 2020, conforme previsões, por exemplo, da DSM. 

"Eu sinceramente não acredito nesse número de 6 milhões de cabeças", assinalou. "Ficaremos próximos de 3,85 milhões de cabeças confinadas este ano", continuou ele, acrescentando que o que tem visto é que confinamentos maiores "ficaram maiores", já que escalas maiores de produção permitem lidar melhor com a relação custo/rentabilidade. "Já os confinamentos menores estão deixando de existir", disse, com base em levantamentos da StoneX nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Pará e Bahia, que são os principais na atividade. "Assim, no total, arredondando tudo, teremos uma redução de 27% a 28% no confinamento este ano em relação a 2019."

Os principais pontos a desestimularem a atividade este ano, conforme Toledo, foram o alto custo do gado de reposição, dos insumos, sobretudo milho, e de um preço que arroba que, em maio - início do primeiro giro de confinamento - não sinalizava ser compensador para a atividade nos mercados futuros da B3. "Em maio a reposição e insumos já eram assuntos em relação aos quais o pecuarista tinha muita preocupação", disse ele, acrescentando que "a falta crônica de bezerros" em São Paulo contribuiu fortemente para a disparada dos preços desta categoria de animal, sobretudo entre maio e agosto, quando o confinador está decidindo o tamanho da sua atividade no ano. "E o boi gordo não estava subindo na mesma velocidade que o bezerro."

Toledo disse, ainda, que em quatro Estados daqueles acompanhados pela StoneX houve perda de poder de compra do pecuarista naquele período. "Ele vendeu o animal gordo e via que o preço futuro, para confinar, não compensava. Ou seja, que a compra do bezerro naquele momento não seria compensadora a longo prazo." Ele lembra também que, com a pandemia, havia muita incerteza sobre qual seria a demanda por carne bovina principalmente dentro do Brasil. "Ele viu que a conta não fechava, aí segurou", disse Toledo, acrescentando que quando ele viu a disparada dos preços do milho "as contas ficaram até piores". "Foi um ano, enfim, em que a reposição e o preço do milho prejudicaram o pecuarista e isso interferiu nas projeções sobre o confinamento." Com informações do Broadcast.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[03/12/2020] - Arroba: qual a estratégia dos frigoríficos?
[03/12/2020] - Agrifatto: pico da arroba pode ter passado
[03/12/2020] - CEPEA: oferta curta e preços em baixa para o boi?
[03/12/2020] - Abates precoces disparam em Mato Grosso
[03/12/2020] - Queda do PIB do Agro no trimestre não é relevante
[03/12/2020] - Dólar cai com força ao menor valor em 4 meses
[03/12/2020] - Milho volta a cair no mercado brasileiro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/12/2020] - Aftosa: vacinação é prorrogada em 13 estados
[03/12/2020] - Produtor rural de SP vai pagar muito mais imposto
[02/12/2020] - Preço da carne exportada volta a cair em novembro
[02/12/2020] - Arroba: mercado do boi devagar
[02/12/2020] - Pecuaristas sofrerão pressão de custos em 2021
[02/12/2020] - Marfrig: trabalhadores protestam e param produção
[02/12/2020] - Pecuaristas vão à Justiça contra frigoríficos
[02/12/2020] - Leite: preços devem cair e pressionar produtor
[02/12/2020] - Bancada do Agro tem novo presidente
[02/12/2020] - Aglomeração de cavalos é proibida no Tocantins
[02/12/2020] - Milho cai com recuo do dólar
[02/12/2020] - Indústria já cresce acima do nível pré-pandemia
[02/12/2020] - Reino Unido aprova vacina contra Covid-19
[01/12/2020] - CNA prevê PIB do agro 3% maior em 2021
[01/12/2020] - Carne: mercado espera vendas aquecidas neste mês
[01/12/2020] - Arroba: não está sobrando boi
[01/12/2020] - Como ficará o mercado do leite neste fim de ano?
[01/12/2020] - Agrishow muda data do evento em 2021
[01/12/2020] - Produtores rurais terão aumento de custo no Paraná
[30/11/2020] - Arroba: frigoríficos continuam forçando a baixa
[30/11/2020] - Leite: imposto maior vai levar pecuarista ao preju
[30/11/2020] - Milho: preços caem e travam negociações
[30/11/2020] - Ladrões de gado são mortos pela PM
[30/11/2020] - IBGE: Agro gerou mais de 300 mil empregos
[30/11/2020] - Goiás: Agro criou vagas de emprego em 2020
[30/11/2020] - Mercado melhora previsões sobre o Brasil em 2021
[27/11/2020] - Arroba: queda de R$ 5 de um dia para o outro?
[27/11/2020] - Safras: frigoríficos seguem pressionando o boi
[27/11/2020] - Restaurantes mudam foco para cortes mais baratos
[27/11/2020] - Sêmen sexado ainda é pouco usado em gado de corte
[27/11/2020] - Agro puxou alta de 3,2% no IGP-M?
[27/11/2020] - Desemprego ainda está acima de 14%
[27/11/2020] - Indústria pede urgência no acordo UE-Mercosul
[27/11/2020] - Frigoríficos vivem dias de caos na Alemanha
[26/11/2020] - Exportações podem crescer 5,5% em 2021
[26/11/2020] - Arroba: frigoríficos seguem tentando baixar o boi
[26/11/2020] - Boi está em falta. Tem como cair mais?
[26/11/2020] - Milho: preço caiu lá fora, mas não no Brasil
[26/11/2020] - Setor de máquinas tem o melhor desempenho do ano
[26/11/2020] - Sementes misteriosas contêm pragas, segundo o MAPA
[26/11/2020] - FPA: nova lei de falências é vitória para o Agro
[26/11/2020] - Brasil supera projeção e abre quase 400 mil vagas
[25/11/2020] - Qual a perspectiva para o boi em 2021?
[25/11/2020] - Arroba: pecuarista continua recusando oferta menor
[25/11/2020] - Alta na arroba não alivia situação do pecuarista
[25/11/2020] - Frigoríficos exportadores sob pressão
[25/11/2020] - Milho: preços futuros em queda
[25/11/2020] - Leite: preço subiu menos que o custo no RS
[25/11/2020] - Frigoríficos gaúchos cobram taxa do século passado
[25/11/2020] - IPEA prevê crescimento menor do Agro

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br