Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
264,00 254,00 256,00
GO MT RJ
247,00 247,00 249,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2330,00
Garrote 18m 2810,00
Boi Magro 30m 3350,00
Bezerra 12m 2010,00
Novilha 18m 2490,00
Vaca Boiadeira 2670,00

Atualizado em: 26/10/2020 09:17

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Safra de grãos deve bater recorde histórico

 
 
 
Publicado em 10/09/2020

A safra de grãos de 2019/20 deve alcançar recorde histórico de 257,8 milhões de toneladas, liderada pela soja, pelo milho e algodão. Esse volume é 4,5% ou 11 milhões de toneladas superior ao da safra passada. A informação faz parte do 12º Levantamento de Grãos, divulgado nesta quinta-feira (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A evolução do recorde deve-se ao aumento de 4,2% na área plantada, aliado ao ganho de 0,3% na produtividade. Ainda faltam os resultados das culturas de inverno, principalmente o trigo, que passam por etapas que vão da fase vegetativa à finalização de colheita. Também contam para essa consolidação as culturas da região de Sealba (Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia).

A soja, que situa o país no patamar de maior produtor mundial, garante um novo recorde com a produção estimada em 124,8 milhões de toneladas e ganho de 4,3% em relação à safra 2018/19. Também o milho total caminha para situação semelhante, chegando a mais de 102 milhões de toneladas, dependendo ainda das lavouras cultivadas na região de Sealba, além de Pernambuco e Roraima. A participação desses estados é de algo próximo a 1,7% no consolidado nacional. A primeira safra já foi colhida e a segunda está em finalização.

Arroz

Para o arroz, a estimativa é de 11,2 milhões de toneladas e crescimento de 6,7% em relação à última safra. Com a colheita praticamente finalizada, 10,3 milhões de toneladas estão em áreas de cultivo irrigado e cerca de 900 mil toneladas em plantio de sequeiro.

O diretor de Abastecimento e Comercialização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Sílvio Farnese, destacou que não há risco de falta do produto no país e que a atual elevação dos preços é momentânea. “Não estamos com falta de produto. Estamos apenas com um momento de preços altos, motivados pelas exportações”, disse.

De acordo com o diretor, a importação de arroz com imposto zerado servirá para complementar o abastecimento no país. A Camex decidiu ontem (9) zerar o imposto de importação para cota de 400 mil toneladas de arroz (em casca e beneficiado) até 31 de dezembro de 2020. A proposta foi apresentada pelo Mapa.

Segundo o diretor-presidente da Conab, Guilherme Bastos, as projeções apontam que os preços estão chegando ao pico e devem apresentar tendência de estabilidade no próximo levantamento, além de continuarem remuneratórios para o produtor. "A decisão de zerar a TEC [Tarifa Externa Comum] deve criar um novo teto de preços abaixo do patamar atual. Acreditamos que a isenção da TEC deve ser precificada pelo mercado no curto prazo e as cotações sigam trajetória de estabilidade com tendência de queda nas próximas semanas", afirmou.

Conforme a Conab, mesmo com a provável intensificação das importações de arroz nos próximos meses, a balança comercial deve ser superavitária, em torno de 400 mil toneladas. Para o consumo, a Conab projeta crescimento de 5,1%, puxado pelas refeições mais frequentes dentro de casa no período da pandemia. Ainda para a safra 2019/20, de março de 2020 até fevereiro de 2021, projeta-se exportação de 1,5 milhão de toneladas e importação de 1,1 milhão de toneladas, com a perspectiva forte de demanda internacional e preços nacionais competitivos no mercado externo. Com informações do MAPA.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[26/10/2020] - Arroba: qual a expectativa para a semana?
[26/10/2020] - Carne: alta no atacado continua
[26/10/2020] - China retira embargo de unidade da Marfrig
[26/10/2020] - Carne: importações chinesas subiram 63%
[26/10/2020] - Leite: alta está acima da média em 2020
[26/10/2020] - CEPEA: disparada do milho segue forte
[26/10/2020] - JBS Friboi inaugura três confinamentos próprios
[26/10/2020] - UE permite que produtos vegetais se chamem carne
[26/10/2020] - Marfrig é sócia em empresa de carne vegetal
[26/10/2020] - Bandidos levam terror a produtores rurais do PR

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/10/2020] - Arroba: frigoríficos sobem ofertas e não acham boi
[23/10/2020] - Consultor acredita que confinamento caiu 25%
[23/10/2020] - Acionista da JBS pede que Batistas a indenizem
[23/10/2020] - Confiança do consumidor caiu em outubro
[23/10/2020] - Aftosa: Mato Grosso deve adiar retirada da vacina
[22/10/2020] - Mercado já projeta arroba acima de R$ 290
[22/10/2020] - Arroba do boi: alta vai parar nos R$ 270?
[22/10/2020] - Alta do boi alivia custos que não param de subir
[22/10/2020] - China pede correções em frigoríficos embargados
[22/10/2020] - Disparada do milho não dá sinal de trégua
[22/10/2020] - Feiras do Pró-Genética chegarão a São Paulo
[21/10/2020] - Arroba: alta do boi continua
[21/10/2020] - Arroba dispara na Bolsa e passa de R$ 280
[21/10/2020] - Exportações seguem fortes
[21/10/2020] - JBS vai emitir dívida para comprar bois
[21/10/2020] - Leite: possível queda de preço preocupa o produtor
[21/10/2020] - Milho: preços dispararam hoje na Bolsa
[21/10/2020] - Milho: preços em alta em Goiás
[21/10/2020] - Milho: retirada de imposto não deve reduzir preços
[21/10/2020] - Exportação de milho deve superar expectativas
[21/10/2020] - Sementes misteriosas: já são 525 casos
[20/10/2020] - Brasil registra primeiro caso de Covid em animais
[20/10/2020] - Guerra JBS x BNDES entra em fase decisiva
[20/10/2020] - Exportações podem crescer 8% em outubro
[20/10/2020] - Arroba: começo de semana estável
[20/10/2020] - Como está a demanda chinesa pelo boi?
[20/10/2020] - MT tem a maior área plantada de milho desde 2014
[20/10/2020] - Estoques de milho continuarão curtos em MT
[20/10/2020] - Alta do IGP-M perde força
[20/10/2020] - EUA e Brasil dão passo para acordo comercial
[20/10/2020] - EUA e Brasil podem dobrar comércio em 5 anos
[19/10/2020] - Arroba: frigoríficos vão em busca de vacas
[19/10/2020] - Mercado futuro segue prevendo arroba a R$ 280
[19/10/2020] - Carne sem osso subiu em SP
[19/10/2020] - JBS diz que parcelou incentivo irregular de MS
[19/10/2020] - Governo zera imposto de importação do milho
[19/10/2020] - Importação de milho pode reduzir custo do leite
[19/10/2020] - Milho dispara e passa de R$ 70 a saca
[19/10/2020] - Brasil e EUA iniciam hoje acordo comercial
[19/10/2020] - Bolsonaro defende acordo comercial com os EUA
[16/10/2020] - Arroba: boi segue rumo aos R$ 270
[16/10/2020] - Medida do governo pode derrubar arroba do boi
[16/10/2020] - Exportações de carne têm reação em outubro
[16/10/2020] - Boi: rebanho cresceu pela primeira vez em 3 anos
[16/10/2020] - Leite: produção é a segunda maior desde 1974
[16/10/2020] - Preço do milho dispara na bolsa
[16/10/2020] - JBS: Brasil produz mais carne com menos terra
[16/10/2020] - JBS: operação mira grupo de Cid Gomes
[16/10/2020] - MAPA amplia rede de adidos agrícolas
[16/10/2020] - Mudanças fazem ITR disparar em algumas cidades

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br