Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
247,00 242,00 247,00
GO MT RJ
236,00 238,00 240,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2180,00
Garrote 18m 2430,00
Boi Magro 30m 3010,00
Bezerra 12m 1860,00
Novilha 18m 2330,00
Vaca Boiadeira 2440,00

Atualizado em: 25/9/2020 09:08

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China vai investir em fazendas na Argentina?

 
 
 
Publicado em 29/07/2020

A Argentina está chegando a um acordo inicial com a China que poderia abrir caminho para possíveis investimentos da gigante asiática na produção local de carne suína para exportação, disse à Reuters o subsecretário de promoção comercial e investimentos da Argentina.

Isso poderia levar as fazendas de suínos apoiadas pela China no país sul-americano a serem mais famosas por suas pastagens para criação de gado, em um momento em que Pequim procura diversificar o suprimento de suínos depois que as fazendas domésticas foram duramente afetadas pela gripe suína africana.

Pablo Sivori disse que um memorando de entendimento pode ser assinado com a China nas próximas semanas. O ministro das Relações Exteriores do país, Felipe Sola, disse no início deste mês que o investimento chinês pode ajudar a Argentina a aumentar massivamente a produção de carne suína.

"Já concordamos com o conteúdo do memorando", disse Sivori, acrescentando que o Ministério das Relações Exteriores havia pedido ao governo chinês que assinasse o documento virtualmente.

Ele acrescentou que o MOU planejado veio após um processo iniciado pelo setor privado e envolveria estruturas de investimento na Argentina, juntamente com a cooperação em áreas de saúde, pesquisa científica e tecnológica relacionada ao setor.

A Argentina já é uma importante fornecedora de carne bovina para a China, mas uma parte importante no mercado mundial de carne suína. Segundo dados oficiais, em 2019 produziu 630.000 toneladas de carne de porco, das quais apenas 34.000 foram exportadas.

No entanto, a perspectiva de interesse chinês provocou grandes sonhos de possibilidades de crescimento. O ministro das Relações Exteriores Sola disse neste mês que a Argentina poderia produzir 9 milhões de toneladas de carne suína com apoio chinês, mais de 14 vezes o nível atual.

Em março, Pequim instou as empresas de carne suína da China a investir em cadeias de suprimentos no exterior para importar devido aos efeitos devastadores da peste suína africana nos rebanhos chineses.

Os ministérios de agricultura e comércio da China não responderam aos pedidos de comentários.

Lisandro Culasso, chefe da Associação Argentina de Produtores de Porcos (AAPP), demonstrou “interesse chinês” no país, embora qualquer investimento dependa da assinatura de um memorando entre os dois países.

Especialistas de ambos os lados, no entanto, jogaram água fria na idéia de que a produção argentina de carne suína poderia aumentar rapidamente.

Sivori disse que as medidas de produção sanitária estabelecidas pelas autoridades locais precisariam ser seguidas, o que significa que o país só poderá dobrar gradualmente a produção dentro de quatro anos.

Um executivo de uma empresa chinesa que investiu no setor de criação de animais no exterior acrescentou que a Argentina era um lugar "bastante arriscado" para investir, dada a volatilidade do mercado local e a distância física com a China que dificultaria o transporte de porcos vivos.

"É mais viável transportar carne de porco congelada do que porcos vivos, com certeza, mas isso também significa que você precisa ter uma cadeia de produção mais extensa lá e gerenciar matadouros com trabalho intensivo na Argentina", disse ele.

"Apenas a idéia por si só pode deixá-lo louco."  Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[25/09/2020] - Arroba: boi China já se aproxima de R$ 260
[25/09/2020] - Alta do boi está perdendo força?
[25/09/2020] - Tesouro dos EUA monitorava atividades da JBS
[25/09/2020] - Empresa suspeita tem relação com a JBS
[25/09/2020] - Alemanha cerca fronteira contra peste suína
[25/09/2020] - Prazo para entrega do ITR termina no dia 30
[24/09/2020] - JBS: BNDES aumenta pressão contra os Batista

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[24/09/2020] - Arroba: frigoríficos sobem a oferta pelo boi
[24/09/2020] - Arroba: vai sobrar boi no final do ano?
[24/09/2020] - Reposição já subiu mais de 80% na Bahia
[24/09/2020] - Leite: alta generalizada nos preços
[24/09/2020] - Milho: alta continua em algumas praças
[24/09/2020] - Filipinas detecta novos focos de peste suína
[24/09/2020] - Polícia apreende gado contrabandeado do Paraguai
[23/09/2020] - Reservas de carne da China estão acabando
[23/09/2020] - Arroba: escalas de abate diminuíram. E agora?
[23/09/2020] - Exportações de carne seguem em bom ritmo
[23/09/2020] - JBS vai aumentar monitoramento de pecuaristas
[23/09/2020] - CEO de empresa da JBS é acusado de fraude
[23/09/2020] - JBS faz nova antecipação no banco do grupo
[23/09/2020] - Minerva usará software de ONG em monitoramento
[23/09/2020] - Agência eleva nota de crédito da Marfrig
[22/09/2020] - Está chegando a hora da queda do boi?
[22/09/2020] - Arroba: alta deu uma trégua
[22/09/2020] - Exportações de carnes seguem em crescimento
[22/09/2020] - Falta de boi deixa frigoríficos ociosos em MT
[22/09/2020] - Milho bate recorde de preço em Mato Grosso
[22/09/2020] - Caroço de algodão subiu mais de 35%
[22/09/2020] - Pecuaristas somam prejuízos com fogo no Pantanal
[22/09/2020] - Bolsonaro: Brasil é vítima de campanha difamatória
[22/09/2020] - Governo anuncia pavimentação da BR-319
[21/09/2020] - Agro registra superávit comercial recorde em 2020
[21/09/2020] - Bolsonaro: Agro evitou colapso do Brasil
[21/09/2020] - Arroba do boi chega a R$ 250 no Pará
[21/09/2020] - Arroba do boi sobe no Norte e no Centro-Oeste
[21/09/2020] - Milho: compradores saem do mercado
[21/09/2020] - Governo crê em lobby contra acordo UE-Mercosul
[21/09/2020] - Peste suína: mais seis casos na Alemanha
[21/09/2020] - Sementes não-solicitadas são entregues no RS
[21/09/2020] - OPINIÃO: Desmatamento é conto do vigário
[18/09/2020] - Produção da Pecuária poderá bater os R$ 200 bi
[18/09/2020] - DISPARADA: bezerro já subiu quase 70%
[18/09/2020] - Arroba: mercado firme por falta de boi
[18/09/2020] - Comissão Europeia tenta aprovar acordo UE-Mercosul
[18/09/2020] - Bolsonaro: Brasil preserva e sofre ataques
[18/09/2020] - IGP-M dispara 4,5% na segunda prévia de setembro
[18/09/2020] - Produtor recebe sementes não-solicitadas
[17/09/2020] - Preço do boi tem espaço para subir ainda mais?
[17/09/2020] - Arroba: ágio do boi China está cada vez menor
[17/09/2020] - Cepea: boi segue nas máximas históricas
[17/09/2020] - Minerva pode distribuir dividendo milionário
[17/09/2020] - Tereza: produtor sabe que preservar é importante
[17/09/2020] - Mourão: pressão européia tem fundo comercial
[16/09/2020] - Frigoríficos sofrem pressão nas vendas à China
[16/09/2020] - Arroba: frigoríficos reduzem ágio pelo boi China
[16/09/2020] - Bezerro vai continuar valorizado, prevê analista
[16/09/2020] - Frigoríficos preocupados com ameaça européia

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br