Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
217,00 202,00 210,00
GO MT RJ
204,00 190,00 200,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1402,00
Novilha 18m 1680,00
Vaca Boiadeira 2090,00

Atualizado em: 7/7/2020 11:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China pode ampliar retaliação contra a Austrália

 
 
 
Publicado em 19/05/2020

A China estuda restrições para mais exportações da Austrália, como vinho e laticínios, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

A medida seria uma significativa deterioração das relações entre os parceiros comerciais, que divergem sobre a origem do surto de coronavírus.

Autoridades chinesas elaboraram uma lista de possíveis produtos, como frutos do mar, aveia e frutas, que podem estar sujeitos a controles mais rigorosos de qualidade, análises antidumping, tarifas ou atrasos alfandegários, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.

A mídia estatal também pode incentivar boicotes por parte de consumidores, disseram, acrescentando que a decisão final sobre as medidas não foi tomada.

A Austrália, que é a economia desenvolvida mais dependente da China, despertou a ira do governo de Pequim ao pedir uma investigação sobre a origem da pandemia.

O governo do presidente Xi Jinping se ressente das críticas sobre o combate ao surto e costuma usar o comércio como ferramenta diplomática. Coreia do Sul, Japão e Taiwan são exemplos de países que sofreram represálias nos últimos anos.

A China já proibiu importações de carne de quatro frigoríficos australianos por razões “técnicas” e aplicou tarifas de mais de 80% sobre a cevada australiana na segunda-feira, após longa investigação.

Quaisquer medidas adicionais dependerão de como a Austrália aborda as objeções da China, disseram as pessoas, acrescentando que o governo de Pequim não pretende reconhecer publicamente qualquer vínculo entre suas ações comerciais e os pedidos de investigação sobre o coronavírus.

Os preços das ações de algumas empresas australianas que exportam para a China despencaram diante da perspectiva de mais problemas no comércio. A ação da A2 Milk, que destina cerca de 40% das vendas para a China, chegou a cair até 3,9%.

O Ministério do Comércio da China não respondeu imediatamente a um pedido de comentário, e o gabinete do ministro do Comércio da Austrália, Simon Birmingham, não comentou.

Em conferência de imprensa em Pequim na terça-feira, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse que a investigação sobre a cevada australiana foi conduzida de acordo com as regras da OMC.

Ele também disse que a China apoiará uma resolução na Assembleia Mundial da Saúde na terça-feira que pede uma “avaliação abrangente” da pandemia que difere da “proposta anterior da Austrália da chamada revisão global independente”.

A China é o parceiro comercial mais importante da Austrália: as exportações agrícolas para o país asiático somaram cerca de 16 bilhões de dólares australianos (US$ 10 bilhões) em 2018-19.

Embora produtos de peso como minério de ferro, carvão e gás natural que a China precisa para alimentar a economia até agora não tenham sido mencionados, educação e turismo também podem ser vulneráveis a represálias. No mês passado, o embaixador de Pequim na Austrália sugeriu que turistas e estudantes chineses poderiam boicotar o país.

Com a Austrália perto da primeira recessão em quase 30 anos, o impacto econômico de medidas comerciais mais amplas não poderia chegar em pior momento. Com informações da Bloomberg.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[07/07/2020] - PIB da Pecuária cresceu 8% de janeiro a abril
[07/07/2020] - Frigoríficos querem testar carne vendida à China
[07/07/2020] - Pequenos frigoríficos têm medo de vender à China
[07/07/2020] - Arroba: o boi vai continuar subindo?
[07/07/2020] - Reposição: mercado está aquecido
[07/07/2020] - Leite: preço dos lácteos disparou em junho
[07/07/2020] - Marfrig lança crédito para bares e restaurantes

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[07/07/2020] - JBS informa contaminação em outra unidade
[07/07/2020] - Governador do MS é indiciado por propinas da JBS
[07/07/2020] - Bolsonaro testa positivo para o coronavírus
[06/07/2020] - China suspende importações de mais duas unidades
[06/07/2020] - Justiça permite que JBS reabra unidade
[06/07/2020] - Tereza Cristina fala sobre o embargo chinês
[06/07/2020] - Abrafrigo confirma recorde na exportação de carne
[06/07/2020] - Arroba; mercado firme para o boi
[06/07/2020] - Reabertura de restaurantes pode puxar preço do boi
[06/07/2020] - Varejo segue repassando alta do boi para a carne
[06/07/2020] - Milho chega perto de R$ 50 a saca
[03/07/2020] - Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira
[03/07/2020] - Qual será o real impacto do embargo chinês aqui?
[03/07/2020] - Arroba: frigoríficos precisam comprar boi
[03/07/2020] - Arroba do boi já chegou a R$ 214 em MG
[03/07/2020] - Preço do boi disparou também no Rio Grande do Sul
[03/07/2020] - Expointer 2020 é oficialmente cancelada
[02/07/2020] - Exportações de carne bateram recorde em junho
[02/07/2020] - Dependência da China preocupa produtores do Sul
[02/07/2020] - Tereza conversa com chineses sobre embargo
[02/07/2020] - Quais foram os frigoríficos liberados pelo México?
[02/07/2020] - Arroba: disputa pelo boi está cada vez maior
[02/07/2020] - Margem dos frigoríficos está menor
[02/07/2020] - A grande vitória do Brasil na pandemia
[02/07/2020] - Dólar trava queda no preço do milho
[02/07/2020] - Acordo com a UE deve sair, apesar de Macron
[02/07/2020] - Ataques destroem propriedades rurais na Argentina
[01/07/2020] - China pode suspender mais frigoríficos brasileiros
[01/07/2020] - Ação da China vai derrubar o preço do boi?
[01/07/2020] - Boi sobe com liberação de frigoríficos pelo México
[01/07/2020] - Arroba: sem chance de queda?
[01/07/2020] - Pecuaristas goianos estão segurando a venda de boi
[01/07/2020] - Varejo repassa alta do boi para carne
[01/07/2020] - Leite: preço dispara com oferta menor
[01/07/2020] - Para onde vai o preço do milho?
[01/07/2020] - EUA: exportações de carne a Hong Kong devem cair
[01/07/2020] - MAPA terá sistema de registro de máquina agrícola
[30/06/2020] - China suspende mais três frigoríficos brasileiros
[30/06/2020] - Por que a China está embargando frigoríficos?
[30/06/2020] - China também pode liberar novas unidades
[30/06/2020] - China também suspendeu frigoríficos holandeses
[30/06/2020] - Arroba: frigoríficos disputam boi em São Paulo
[30/06/2020] - Frigoríficos aceleraram abates em Mato Grosso
[30/06/2020] - Reposição subiu mais de 10% no Paraná
[29/06/2020] - Unidade da JBS é proibida de exportar à China
[29/06/2020] - Exportadores dos EUA desistem de vender à China
[29/06/2020] - Arroba dispara com disputa entre os frigoríficos
[29/06/2020] - Reabertura do comércio em SP pode puxar mais o boi
[29/06/2020] - Alta da arroba já chegou ao preço da carne?
[29/06/2020] - Marfrig e Minerva disputam mercado no Paraguai

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br