Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
217,00 202,00 210,00
GO MT RJ
204,00 190,00 200,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1402,00
Novilha 18m 1680,00
Vaca Boiadeira 2090,00

Atualizado em: 7/7/2020 11:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Banco prevê queda na produção de leite

 
 
 
Publicado em 14/05/2020

De acordo com relatório sobre os impactos do coronavírus sobre a produção global de leite, publicado esta semana pelo Rabobank, um aumento significativo nos custos de alimentação, devido a um real mais fraco, colocou pressão adicional nas margens do produtor de leite no segundo trimestre de 2020.

Como o real se desvalorizou mais de 30% desde o início do ano, os custos de milho e farelo de soja em moeda local aumentaram significativamente, pois os preços domésticos de grãos estão fortemente correlacionados aos preços de exportação em dólar. Isso resultou no aumento do preço do milho e da farinha de soja em 60% e 30%, respectivamente, nos últimos 12 meses.

Ao mesmo tempo, os preços do leite estão diminuindo. De acordo com o Cepea, os preços líquidos do leite para fazenda foram de R$ 1,45/litro em março de 2020, comparados a R$ 1,48/litro em março de 2019. A preços atuais, muitos agricultores estão lutando para obter margens positivas nas principais regiões, o que resulta em menor uso de alimentos e redução de rebanho.

Após um declínio estimado de 1% no quarto trimestre de 2019 em relação ao ano anterior, é provável que a produção tenha diminuído em pelo menos 1% em relação a 2019 no primeiro trimestre de 2020 e está a caminho de novos declínios no segundo trimestre. As margens mais baixas continuam sendo um problema para os produtores, e alguns processadores estão incentivando uma produção menor em algumas regiões.

A falta de chuva no sul do Brasil causou atrasos no crescimento da forragem, o que afetará a produção no meio do ano. Tradicionalmente, a região sul do Brasil aumenta a produção de leite de maio a julho; no entanto, este ano o aumento da produção será adiado e menor, pois o tempo seco pressionou o crescimento da forragem

O impacto da pandemia no consumo de alimentos e bebidas será muito significativo no primeiro e segundo trimestre, com medidas de distanciamento social em todo o Brasil potencialmente tendo impactos duradouros nos níveis de consumo, dependendo do aumento do desemprego e da gravidade da recessão futura.

O Sebrae, uma agência privada de apoio a pequenas e médias empresas, informou que até 600.000 pequenas empresas fecharam de forma permanente ou temporária no início de abril, o que pode significar um risco de 9 milhões de empregos.

As empresas de laticínios registraram um aumento nas vendas de alguns produtos como mussarela, queijo prato e leite UHT, já que os consumidores aumentaram significativamente suas compras de produtos básicos em antecipação ao período de quarentena. As linhas de produtos mais caros, como iogurtes, sobremesas e queijo importado, caíram nas últimas semanas.

As vendas de produtos para redes de food service caíram entre 70% e 90%, de acordo com as empresas entrevistadas pelo Rabobank, já que os restaurantes limitam a maior parte de seus negócios a entregas e reduziram seus estoques a um mínimo. As importações de laticínios caíram 30% até agora em 2020, enquanto as exportações aumentaram 16%, em parte como consequência de um dólar mais forte.

É necessário um decréscimo anual de 2% na produção de leite em 2020 para equilibrar a oferta e a demanda, dada a contração esperada na demanda doméstica e as importações mais baixas. Com informações do Notícias Agrícolas. 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[07/07/2020] - PIB da Pecuária cresceu 8% de janeiro a abril
[07/07/2020] - Frigoríficos querem testar carne vendida à China
[07/07/2020] - Pequenos frigoríficos têm medo de vender à China
[07/07/2020] - Arroba: o boi vai continuar subindo?
[07/07/2020] - Reposição: mercado está aquecido
[07/07/2020] - Leite: preço dos lácteos disparou em junho
[07/07/2020] - Marfrig lança crédito para bares e restaurantes

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[07/07/2020] - JBS informa contaminação em outra unidade
[07/07/2020] - Governador do MS é indiciado por propinas da JBS
[07/07/2020] - Bolsonaro testa positivo para o coronavírus
[06/07/2020] - China suspende importações de mais duas unidades
[06/07/2020] - Justiça permite que JBS reabra unidade
[06/07/2020] - Tereza Cristina fala sobre o embargo chinês
[06/07/2020] - Abrafrigo confirma recorde na exportação de carne
[06/07/2020] - Arroba; mercado firme para o boi
[06/07/2020] - Reabertura de restaurantes pode puxar preço do boi
[06/07/2020] - Varejo segue repassando alta do boi para a carne
[06/07/2020] - Milho chega perto de R$ 50 a saca
[03/07/2020] - Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira
[03/07/2020] - Qual será o real impacto do embargo chinês aqui?
[03/07/2020] - Arroba: frigoríficos precisam comprar boi
[03/07/2020] - Arroba do boi já chegou a R$ 214 em MG
[03/07/2020] - Preço do boi disparou também no Rio Grande do Sul
[03/07/2020] - Expointer 2020 é oficialmente cancelada
[02/07/2020] - Exportações de carne bateram recorde em junho
[02/07/2020] - Dependência da China preocupa produtores do Sul
[02/07/2020] - Tereza conversa com chineses sobre embargo
[02/07/2020] - Quais foram os frigoríficos liberados pelo México?
[02/07/2020] - Arroba: disputa pelo boi está cada vez maior
[02/07/2020] - Margem dos frigoríficos está menor
[02/07/2020] - A grande vitória do Brasil na pandemia
[02/07/2020] - Dólar trava queda no preço do milho
[02/07/2020] - Acordo com a UE deve sair, apesar de Macron
[02/07/2020] - Ataques destroem propriedades rurais na Argentina
[01/07/2020] - China pode suspender mais frigoríficos brasileiros
[01/07/2020] - Ação da China vai derrubar o preço do boi?
[01/07/2020] - Boi sobe com liberação de frigoríficos pelo México
[01/07/2020] - Arroba: sem chance de queda?
[01/07/2020] - Pecuaristas goianos estão segurando a venda de boi
[01/07/2020] - Varejo repassa alta do boi para carne
[01/07/2020] - Leite: preço dispara com oferta menor
[01/07/2020] - Para onde vai o preço do milho?
[01/07/2020] - EUA: exportações de carne a Hong Kong devem cair
[01/07/2020] - MAPA terá sistema de registro de máquina agrícola
[30/06/2020] - China suspende mais três frigoríficos brasileiros
[30/06/2020] - Por que a China está embargando frigoríficos?
[30/06/2020] - China também pode liberar novas unidades
[30/06/2020] - China também suspendeu frigoríficos holandeses
[30/06/2020] - Arroba: frigoríficos disputam boi em São Paulo
[30/06/2020] - Frigoríficos aceleraram abates em Mato Grosso
[30/06/2020] - Reposição subiu mais de 10% no Paraná
[29/06/2020] - Unidade da JBS é proibida de exportar à China
[29/06/2020] - Exportadores dos EUA desistem de vender à China
[29/06/2020] - Arroba dispara com disputa entre os frigoríficos
[29/06/2020] - Reabertura do comércio em SP pode puxar mais o boi
[29/06/2020] - Alta da arroba já chegou ao preço da carne?
[29/06/2020] - Marfrig e Minerva disputam mercado no Paraguai

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br