Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
220,00 209,00 217,00
GO MT RJ
207,00 196,00 206,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2810,00
Bezerra 12m 1510,00
Novilha 18m 1720,00
Vaca Boiadeira 2140,00

Atualizado em: 31/7/2020 10:35

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Marfrig bate recorde de faturamento

 
 
 
Publicado em 12/11/2019

Impulsionada pela maior oferta de gado nos Estados Unidos, a Marfrig Global Foods reportou ontem um resultado recorde no terceiro trimestre. Segunda maior produtora de carne bovina do mundo, a companhia teve um lucro líquido de R$ 100,4 milhões. Em igual intervalo do ano passado, o grupo registrou prejuízo líquido de R$ 126 milhões.

Calcanhar de Aquiles da Marfrig no início do ano, a geração de caixa melhorou sensivelmente, o que coloca a companhia a caminho de atingir a meta de gerar de R$ 1 bilhão a R$ 1,5 bilhão em caixa livre em 2019. “Muita gente, compreensivelmente, não acreditava”, afirmou ao Valor o vice-presidente de finanças e de relações com investidores da Marfrig, Marco Spada. Em 15 de maio, ao estipular a meta, a empresa reportara uma queima de caixa de R$ 1 bilhão nos primeiro trimestre, gerando ceticismo no mercado.

De lá para cá, no entanto, a situação melhorou. O fluxo de caixa livre, que ficou positivo pouco mais de R$ 100 milhões no segundo trimestre, teve um saldo ainda maior no balanço divulgado ontem. Entre julho e setembro, a Marfrig gerou em R$ 844 milhões em caixa livre.

Esse é o número que vale para a meta da companhia, embora não seja a geração de caixa livre para os acionistas no Brasil, tendo em vista que desconsidera o pagamento de dividendos aos sócios minoritários da National Beef, nos EUA. Quando o pagamento é incluído, a geração de caixa livre do terceiro trimestre cai para R$ 530 milhões.

De acordo com o presidente-executivo da Marfrig, Eduardo Miron, o incêndio que paralisou um frigorífico de grande porte da americana Tyson Foods em Kansas contribuiu para o desempenho da empresa brasileira nos EUA. Com o fechamento da planta, que só deve voltar a funcionar plenamente em 2020, os preços do gado caíram nos Estados Unidos, engordando o lucro dos concorrentes. No país, onde é dona da quarta maior produtora de carne bovina, a Marfrig obtém 70% do faturamento.

Nesse cenário, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) bateu recorde no terceiro trimestre, alcançando R$ 1,47 bilhão, crescimento de 39,4% na comparação anual. A margem Ebitda da empresa aumentou 2 pontos percentuais, a 11,5%.

No período, as vendas aumentaram, puxadas pelo bom momento nos Estados Unidos e também pela apreciação do dólar. Entre julho e setembro, a receita líquida da Marfrig totalizou R$ 12,7 bilhões, incremento de 3,6% na comparação com os R$ 12,3 bilhões de igual período de 2018.

Considerando apenas as operações nos Estados Unidos, a receita líquida da Marfrig somou US$ 2,5 bilhões, aumento de 6,2% em relação aos US$ 2,1 bilhões do terceiro trimestre do ano passado. O lucro bruto da operação americana cresceu 24,7%, para US$ 375 milhões. A margem bruta aumentou 2,5 pontos, atingindo 16,7% no trimestre.

Na América do Sul, porém, a margem piorou, refletindo o custo mais alto com gado no Brasil e no Uruguai. A margem bruta atingiu 10,7%, ante 11,3% um ano antes. As vendas também diminuíram. Entre julho e setembro, o volume comercializado caiu 8,8%, a 378 mil toneladas. Mas o aumento do preço médio, sobretudo devido à maior demanda chinesa, compensou parcialmente a redução do volume. A receita líquida na região recuou “só” 2,4%, para R$ 3,8 bilhões.

Segundo Miron, a queda das vendas na comparação anual ocorreu porque, no terceiro trimestre de 2018, houve uma concentração das exportações no Brasil como reação ao fim da greve dos caminhoneiros, o que distorceu a comparação. Para os próximos trimestres, o executivo está otimista. Com a autorização dada em setembro para que mais dois frigoríficos no Brasil exportem à China, a Marfrig pode quase dobrar o ritmo de vendas para o país. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[31/07/2020] - Preço do boi pode bater recorde nos próximos dias
[31/07/2020] - Arroba: disparada do boi já começou
[31/07/2020] - Enchentes podem espalhar peste suína na China
[31/07/2020] - China: exportadores argentinos reagem a exigências
[31/07/2020] - A disparada nos preços da reposição
[31/07/2020] - Justiça condena fiscais do MAPA por Carne Fraca
[31/07/2020] - Justiça nega fechamento de unidade da JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[31/07/2020] - Agro faz Mato Grosso bater recorde de empregos
[30/07/2020] - Média da arroba do boi é recorde para julho
[30/07/2020] - Leite também bate recorde histórico de preço
[30/07/2020] - Arroba dispara com ajuda firme das exportações
[30/07/2020] - Reposição cada vez mais cara no Tocantins
[30/07/2020] - Goiás gerou empregos graças ao agronegócio
[30/07/2020] - Empresa da JBS nos EUA tem prejuízo no trimestre
[30/07/2020] - Confiança de serviços recuperou 50% da crise
[29/07/2020] - Mercado aponta para mais altas pro boi
[29/07/2020] - Minerva aproveita o momento e reverte prejuízo
[29/07/2020] - China bloqueia mais um frigorífico, agora de aves
[29/07/2020] - Confiança da indústria subiu, segundo a FGV
[29/07/2020] - Paraná muda regras para brucelose e tuberculose
[29/07/2020] - China vai investir em fazendas na Argentina?
[28/07/2020] - Exportações de carnes já bateram recorde histórico
[28/07/2020] - Sindicato quer reserva de mercado na fiscalização
[28/07/2020] - Carne sobe no atacado pela quinta semana
[28/07/2020] - Arroba: mercado devagar em SP
[28/07/2020] - Arroba: diferença entre MT e SP caiu
[28/07/2020] - Leite tem preço firme no Rio Grande do Sul
[28/07/2020] - RS terá inspeção decisiva em agosto
[27/07/2020] - Importações chinesas de carne subiram 74%
[27/07/2020] - China pode exigir testagem em massa em frigorífico
[27/07/2020] - Analistas recomendam ações de frigoríficos
[27/07/2020] - Arroba: tem como o boi cair?
[27/07/2020] - Mais um acordo bilionário para a pecuária
[27/07/2020] - Milho: preços variam conforme a região
[27/07/2020] - RS começa programa para vigiar gado na fronteira
[24/07/2020] - MAPA rebate declarações de diplomata da China
[24/07/2020] - Arroba: frigoríficos pagam mais para achar boi
[24/07/2020] - Reposição: impasse trava o mercado
[24/07/2020] - MP pede fechamento de outra unidade da JBS
[24/07/2020] - JBS: produção nos EUA já voltou à normalidade
[24/07/2020] - Confiança do consumidor subiu em julho
[24/07/2020] - Superávit do Agro ajuda a fechar as contas de SP
[23/07/2020] - Diplomata chinês tenta adoçar a boca do pecuarista
[23/07/2020] - China impõe medidas aos frigoríficos do exterior
[23/07/2020] - China comprou 40% das exportações do Agro
[23/07/2020] - Frigoríficos vão à Justiça contra multas
[23/07/2020] - Arroba: frigoríficos estão precisando de boi
[23/07/2020] - Preço da reposição está descontrolado
[23/07/2020] - Reposição disparou também no Pará
[23/07/2020] - Brasil segue abrindo mercados para o Agro
[23/07/2020] - Pedidos de seguro-desemprego seguem em queda
[22/07/2020] - Exportações: recorde pode ser batido em julho
[22/07/2020] - Arroba: exportadores tentam segurar preço do boi
[22/07/2020] - Arroba: escalas estão curtas
[22/07/2020] - JBS: CVM multa irmãos Batista
[22/07/2020] - SC mantém proibição de entrada de bovinos
[22/07/2020] - Dólar cai abaixo dos R$ 5,10

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br