Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
200,00 185,00 194,00
GO MT RJ
189,00 187,00 181,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1830,00
Garrote 18m 2170,00
Boi Magro 30m 2690,00
Bezerra 12m 1370,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1850,00

Atualizado em: 28/2/2020 09:55

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

JBS volta a falar em aquisições

 
 
 
Publicado em 16/08/2019

Um dos grupos mais agressivos em aquisições no tabuleiro global das carnes, a JBS está de volta ao jogo. Superado o trauma – financeiro e de credibilidade – da delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, a empresa vinha ensaiando uma mudança no discurso desde o fim do último ano. Ontem, seus executivos escancararam as ambições. A casa está arrumada e, agora, é preciso ir às compras para acelerar a trajetória de crescimento.

“O crescimento exclusivamente orgânico deixou de ser prioridade”, disse o CEO global da JBS, Gilberto Tomazoni, durante teleconferência com analistas sobre os resultados do segundo trimestre, divulgados ao mercado na noite de quarta-feira. Para alavancar o processo de aquisições, a JBS vislumbra listar as operações no exterior em uma bolsa nos Estados Unidos. Esse é um velho sonho dos Batista, engavetado desde a crise política de delação.

Aliados aos resultados do segundo trimestre – lucro líquido R$ 2,2 bilhões -, que vieram acima do que o mercado esperava, os planos da JBS entusiasmaram os investidores. Mesmo em um pregão turbulento, dominado pelos temores com uma possível recessão global, as ações da empresa carnes dispararam na B3.

No início do pregão, os papéis chegaram a subir mais de 9%, testando uma nova máxima histórica. Ao longo do dia, a alta perdeu força, mas ainda foi suficiente para liderar o Ibovespa. As ações subiram 4,6%, a R$ 30,43. Com isso, o valor de mercado da companhia na bolsa aumentou em R$ 3,4 bilhões, para mais de R$ 78 bilhões.

A reação dos investidores reforçou o otimismo com o impacto do choque de oferta gerado pelo surto de peste suína africana na China (ver matéria Empresa amplia unidades já autorizadas a vender à China). Esse cenário, aliás, já vinha beneficiando a JBS na bolsa, assim como rivais como a BRF.

No acumulado de 2019, as ações da companhia se valorizaram 145%, o que representou um ganho de R$ 46,5 bilhões em valor de mercado – o valor da participação de 41% dos Batista aumentou R$ 19,1 bilhões desde o início do ano. Hoje, a família tem R$ 32,4 bilhões em ações da companhia. No caso da BNDESPar, o valor da fatia de 21% na JBS cresceu R$ 9,9 bilhões, para R$ 16,6 bilhões.

Além do reflexo positivo sobre o valor de mercado, a peste suína africana na China também tende a abrir oportunidades de aquisição para a JBS, indicou Tomazoni. A avaliação é que, com a alta dos preços do suíno, as indústrias de alimentos processados que têm o animal como matéria-prima mas não possuem produção integrada – criação e abate – sofreram com a alta dos custos de produção. Esse tipo de empresa pode virar alvo da JBS, que não esconde a intenção de avançar nas áreas de carnes processadas e alimentos com marca.

A analistas, Tomazoni sustentou que a JBS vai conciliar a ambição expansionista com a disciplina financeira – nos últimos dois anos, a companhia pagou mais de US$ 5 bilhões em dívidas, o que permitiu uma redução de mais de R$ 1 bilhão em despesa anual com juros.

Até setembro, a companhia deve pagar todas as dívidas que fazem parte do acordo firmado com os bancos no Brasil – uma herança do pacto para preservar linhas de crédito após as delações. Inicialmente, as dívidas desse acordo somavam mais de R$ 20 bilhões.

Como não quer perder a solidez financeira que conquistou nos últimos dois anos, a JBS aposta na listagem de ações nos EUA como uma ferramenta relevante para financiar as futuras aquisições, disse Tomazoni, ponderando que as compras não dependem da abertura de capital nos Estados Unidos.

Embora a intenção seja clara, a JBS não deu detalhes sobre o formato da empresa que será listada. Em uma das tentativas anteriores, a companhia previa a listagem de uma subsidiária com duas classes de ações – com poder de voto diferente -, o que daria maior possibilidade para captar recursos sem que os Batista perdessem o controle. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[28/02/2020] - Exportações: somente a carne bovina tem recuo
[28/02/2020] - Molina aproveita pânico e compra ações do Marfrig
[28/02/2020] - Arroba: pecuarista segura as vendas
[28/02/2020] - Minerva segura abates com falta de boi
[28/02/2020] - CEPEA: baixa oferta segura preço do boi
[28/02/2020] - Desemprego tem queda superior às previsões

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[27/02/2020] - Frigoríficos: entregas à China estão normais
[27/02/2020] - Minerva tem 5 unidades liberadas pelos americanos
[27/02/2020] - JBS tem 11 unidades aprovadas pelos EUA
[27/02/2020] - EUA: liberação da carne brasileira vira polêmica
[27/02/2020] - OMS: epidemia chegou a um ponto decisivo
[27/02/2020] - China espera controlar epidemia no fim de abril
[27/02/2020] - Dólar dispara por pânico com coronavírus
[27/02/2020] - Como o mercado do boi voltou do Carnaval?
[27/02/2020] - Pecuarista segura o boi esperando preço melhor
[27/02/2020] - Frigoríficos de SP precisam comprar boi
[27/02/2020] - IGP-M tem deflação em fevereiro
[27/02/2020] - Dólar alto puxa o preço do farelo de soja
[27/02/2020] - Caroço de algodão mais caro em 2020
[27/02/2020] - Argentina trava exportações do agronegócio
[26/02/2020] - Reabertura dos EUA pode puxar a arroba no Brasil?
[26/02/2020] - EUA oficializam reabertura do mercado ao Brasil
[26/02/2020] - EUA prevêem produção de carne maior no Brasil
[26/02/2020] - Arroba: sem espaço para queda
[26/02/2020] - Reposição: preços em alta
[26/02/2020] - Carne: demanda segue fraca e segura preço
[26/02/2020] - Dólar alto puxa preço do farelo de soja
[26/02/2020] - Coronavírus pode afetar a economia do Brasil?
[26/02/2020] - Primeiro caso de coronavírus no Brasil
[26/02/2020] - Itália vive epidemia de coronavírus
[26/02/2020] - Itália: medidas contra o coronavírus são fortes
[26/02/2020] - OMS: transmissão do vírus na China desacelerou
[26/02/2020] - Mercados agrícolas sobem em dia de queda geral
[26/02/2020] - MAPA autoriza antecipação da vacinação no RS
[26/02/2020] - Produtores rurais argentinos marcam greve
[26/02/2020] - Macron promete brigar por subsídios a agricultores
[21/02/2020] - Arroba: frigoríficos podem aumentar ofertas
[21/02/2020] - Carne: preços firmes no atacado
[21/02/2020] - Mortes pelo coronavírus passam de 2.200 na China
[21/02/2020] - China: Vírus atrasa compras de produtos agrícolas
[21/02/2020] - Produção de carne dos EUA baterá recorde
[21/02/2020] - Marfrig pode vender ações nos EUA
[21/02/2020] - Empresa da JBS lucra 84% mais
[21/02/2020] - Dólar bate os R$ 4,40, maior valor da história
[21/02/2020] - Exportações de milho caíram
[21/02/2020] - Frete caro puxa preço do milho
[20/02/2020] - Brasil pode bater outro recorde na carne bovina
[20/02/2020] - Marfrig acredita que exportações seguirão fortes
[20/02/2020] - Minerva já vê retomada do mercado chinês
[20/02/2020] - Minerva: novos mercados estão se abrindo
[20/02/2020] - China começa a retomar a vida normal
[20/02/2020] - Arroba: mercado do boi está andando de lado
[20/02/2020] - Carne não consegue ganhar embalo no varejo
[20/02/2020] - Pecuaristas do RS querem antecipar fim da vacina
[19/02/2020] - Carnaval pode puxar a demanda pelo boi
[19/02/2020] - Pecuarista segura as vendas esperando a alta

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br