Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
159,00 146,00 153,00
GO MT RJ
144,00 143,00 150,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1480,00
Garrote 18m 1800,00
Boi Magro 30m 2100,00
Bezerra 12m 1130,00
Novilha 18m 1340,00
Vaca Boiadeira 1510,00

Atualizado em: 20/9/2019 09:47

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China quer comprar carne mais cara do Brasil

 
 
 
Publicado em 24/05/2019

Carne bovina macia e com marmoreio, essas são as características dos cortes que os chineses querem comprar daqui para frente. A demanda foi ouvida pelo Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) durante a missão liderada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária de Abastecimento (Mapa) à China. Com a relação comercial ainda limitada, a expectativa é que o mercado chinês em breve se abra para a carne de Mato Grosso com a habilitação de mais indústrias para exportação, com um adicional aos pedidos de compra: cortes com maior valor agregado. Atualmente, o Brasil abastece a China com carne para industrialização, em grandes volumes, porém com menor valor.

Em visita a uma indústria de processamento de carne, os integrantes da comitiva do Imac puderam ver de perto o padrão de qualidade exigido pelos consumidores chineses e ter uma dimensão sobre o potencial deste mercado. De acordo com o presidente do Imac, Guilherme Linares Nolasco, tanto na indústria quanto nas rodadas de negócios, ficou nítido o interesse dos compradores de carne em ampliar as compras de carne do Brasil. Mato Grosso detém o maior rebanho de bovinos de corte do País, com cerca de 30 milhões de cabeças.

"Os compradores de carne que adquirem o produto e distribuem para as indústrias locais, sabem a quantidade de carne que precisam e querem saber se podemos ou não atender. A habilitação de novas plantas, prevista para os próximos meses, deverá ter um impacto significativo nas vendas de carne em todo o país e principalmente em Mato Grosso. Temos que nos preparar para atendê-los em breve".

O Imac integrou a comissão do Mapa com a presença de representantes de Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Mato Grosso (Sindifrigo), da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), e do governo estadual por meio do secretário de desenvolvimento econômico César Miranda. O intuito era ver de perto o mercado para entender o perfil da demanda chinesa.

O produtor rural Francisco Camacho, que participou da comitiva, destacou que os chineses estão em busca da nossa carne. "Precisamos nos adequar em algumas coisas com relação à política interna das empresas e externa de governo. Foi uma visita importante para conhecer a lição a ser feita", afirmou o produtor.

O secretário César Miranda explica que foi possível entender algumas características próprias do mercado da carne. "Vimos como funciona este segmento de venda de carne, o e-commerce das grandes redes e esperamos em breve colocar mais carne de Mato Grosso na China e com maior valor agregado", afirmou o representante da secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico. Atualmente apenas uma indústria em Mato Grosso está autorizada a comercializar diretamente para a China.

De acordo com Guilherme Nolasco, os chineses se baseiam no padrão comercial da Austrália para comprar e buscam carne produzida por animais alimentados por ração e que tenham bom acabamento de gordura, que dá mais sabor e maciez ao produto. "Os chineses querem carne com marmoreio, macia e de qualidade. Eles têm como referência a carne australiana, produzida em grandes confinamentos", explica Nolasco.

Ainda segundo Guilherme Nolasco, Mato Grosso tem capacidade e aptidão para atender o pedido da China, pois integra pecuária extensiva, a pasto, com a intensificação da produção, cada vez mais presente no Estado. "Os grandes produtores de carne fazem a integração dos dois sistemas produtivos e finalizam com o confinamento. Temos como aliada a grande oferta de grãos".

Durante a missão realizada, o Imac participou de uma reunião na Câmara de Comércio de Dubai com o diretor do escritório internacional Omar Khan e representantes de grupos de negócios. O interesse de Dubai é por comprar a carne de Mato Grosso para abastecer os Emirados Árabes e para comercializar diretamente para países como Arábia Saudita e Egito.

"A reunião com a Câmara de Dubai foi muito positiva. Eles querem intermediar a venda de carne de Mato Grosso para outros países do Oriente Médio, função que já desempenham de modo geral, além de garantir o abastecimento local", explica Guilherme Nolasco.

O Brasil tem expectativa de que 78 frigoríficos receberem autorização para exportar ao mercado chinês. Equipe do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento irá encaminhar às autoridades chinesas informações finais sobre os estabelecimentos a fim de sanar as solicitações da China.  Com informações do Diário de Cuiabá.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[20/09/2019] - Abertura chinesa anima frigoríficos, segundo banco
[20/09/2019] - Arroba: frigoríficos seguram alta do boi
[20/09/2019] - Imposto maior prejudica pecuaristas de Goiás
[20/09/2019] - China habilita frigoríficos também na Argentina
[20/09/2019] - Bancos privados querem dar crédito ao Agro
[20/09/2019] - Goiânia tem clima desértico
[20/09/2019] - Calor passa dos 40 graus em MG e 39 no ES
[20/09/2019] - Chuva começa a chegar ao Mato Grosso do Sul

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[19/09/2019] - Exportações de carne bovina seguem com força
[19/09/2019] - Arroba do boi bate recorde de preço nominal
[19/09/2019] - Arroba do boi segue firme e em alta
[19/09/2019] - China libera mais carne de reserva emergencial
[19/09/2019] - Leite: preço segue subindo
[19/09/2019] - PIB: pecuária segue puxando o PIB do Agro
[19/09/2019] - Aftosa: fim da vacinação pode atrasar
[19/09/2019] - Exportações de milho seguem batendo recordes
[19/09/2019] - MAPA vai aos Emirados por investimentos
[19/09/2019] - CNA vai ao STF para que MAPA registre defensivos
[19/09/2019] - Quando a taxa de juros menor chegará ao Agro?
[19/09/2019] - China e EUA tentam resolver a guerra comercial
[18/09/2019] - Consultor prevê arroba subindo por dois anos
[18/09/2019] - Arroba: boi volta a subir em quatro praças
[18/09/2019] - Banco prevê melhora da demanda por carne
[18/09/2019] - Reposição: efeito-China deve puxar preços
[18/09/2019] - Marfrig emitirá mais dívida no mercado
[18/09/2019] - Fachin cobra julgamento da delação da JBS
[18/09/2019] - Bolsonaro sanciona posse de arma rural
[17/09/2019] - Arroba do boi subiu em várias regiões
[17/09/2019] - Preço da carne subiu no atacado
[17/09/2019] - JBS não vai indenizar pecuarista por Carne Fraca
[17/09/2019] - Confinamento deve aumentar no Mato Grosso
[17/09/2019] - Preço da carne segue subindo na China
[17/09/2019] - Peste suína chegou à Coréia do Sul
[16/09/2019] - Arroba: boi subiu de olho nas exportações
[16/09/2019] - Preço da reposição sobe em MG
[16/09/2019] - Exportações de carnes seguram balança do Agro
[16/09/2019] - Egito libera importações de lácteos do Brasil
[16/09/2019] - Tereza discute exportações com sauditas
[16/09/2019] - Bolsonaro terá alta, mas continuará afastado
[13/09/2019] - Marfrig aumenta produção para atender à China
[13/09/2019] - Arroba: China puxa alta do boi em algumas praças
[13/09/2019] - Burocracia pode ter causado queda nas exportações
[13/09/2019] - MT: bois abatidos estão mais pesados
[13/09/2019] - Projeto desburocratiza recuperação judicial rural
[12/09/2019] - China consome reserva de emergência de carne
[12/09/2019] - Frigoríficos liberados já estão vendendo à China
[12/09/2019] - Frigoríficos crêem em arroba mais alta
[12/09/2019] - Abates seguem em alta em 2019
[12/09/2019] - Arroba: escalas encurtaram
[12/09/2019] - Arroba: há espaço para alta
[12/09/2019] - Exportações de gado batem recorde
[12/09/2019] - Equador abre mercado para o boi em pé do Brasil
[12/09/2019] - PIB do setor de serviços surpreende e cresce
[12/09/2019] - JBS: deputados querem levar acusação aos EUA
[12/09/2019] - JBS: BNDES diz ver falhas nas operações
[12/09/2019] - JBS: comissão apurou negócio arriscado do BNDES
[12/09/2019] - Exportações de milho em alta
[12/09/2019] - MAPA anuncia medidas de corte de gastos

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br